Com este produto a Agrale ingressa no segmento de 17 toneladas

A Agrale apresentou o novo chassi Agrale MA 17.0 na Fetransrio 2012 o produto veicular destinado à aplicação urbana e ideal para receber as tradicionais carrocerias de até 12500 mm fabricadas no país. O chassi MA é a mais nova solução para o transporte de passageiros desenvolvido pela montadora instalada na região sul do Brasil, e especificada para atender as condições mais severas do trânsito urbano e de lotação. Este equipamento está com o propulsor MWM MAXXFORCE 7.2 de 6 cilindros de 225 cv de potência e torque absoluto de 861 Nm. O Agrale MA 17.0 é o O modelo é o de maior capacidade de carga já produzido pela marca e que amplia a gama de opções da empresa para o segmento de mercado de ônibus urbanos. Como principal característica está à robustez a consagrada mecânica que facilita em muito o dia-a-dia do condutor com ganhos ao transportador do segmento. O chassi está determinado para atender também as retomadas em baixo regime de rotação, o que torna ideal para o trânsito de volume considerado nas cidadades e capitais de todo o país. O MA 17.0 possui transmissão Eaton FSO – mecânica de seis marchas, suspensão com molas semielípticas na dianteira e traseira, direção hidráulica, entreeixos veicular de 5950 mm (na versão “standard”) e o seu PBT Peso Bruto Total técnico de 17 toneladas. Para Silvan Poloni, gerente de nacional de vendas de veículos da empresa, o novo Agrale MA 17.0 é uma importante opção que permitirá aumentar a participação da marca num mercado que representa mais de 40% das vendas no segmento. “Desenvolvemos um produto robusto, no qual aplicamos tecnologias que garantem ao nosso cliente e usuário ganhos de desempenho, com menores custos operacionais e de aquisição” – destacou o executivo.

Anúncios
por inbustransportonibus

Marco histórico na Marcopolo

Para registrar a sua própria história, a Marcopolo comemora a produção número “350.000”, cujo modelo recebeu honras exclusivas e alusiva à passagem desta marca, onde a encarroçadora conquistou nesses seus 63 anos de fabricação. “Demonstramos a nossa trajetória de sucesso em 63 anos de atividades, sempre com o foco na inovação tecnológica e processos industriais” – destacou José Rubens de la Rosa, diretor-geral da Marcopolo. O modelo que registra essa passagem foi o Paradiso “G7” 1800 Double Decker – A mais sofisticada carroceria produzida pela empresa e que garante a liderança que a Marcopolo tem há vários anos no segmento do ônibus rodoviário. Com um padrão de conforto e segurança veicular, os produtos da Marcopolo proporcionam aos transportadores o melhor veículo para atuar no seletivo transporte de passageiros. “O sucesso da família Paradiso da G7 celebra a preferência pelo modelo e o aumento da produção. Em três anos já foram produzidas mais de 15 mil unidades dos modelos G7, o que comprova que o nosso ônibus tem a aceitação tanto empresarial como do usuário final” – enfatizou o executivo José Rubens de la Rosa. Nos registros a encarroçadora de Caxias do Sul atingiu a marca de 100 mil ônibus fabricados ainda em 1998, e em 2007 a marca fabril de 200 mil unidades.

Atualmente, a Marcopolo ampliou ainda mais as suas operações nos principais mercados do mundo, que deverão fabricar neste ano de 2012 cerca de 33 mil unidades nas fábricas instaladas em nove países além do Brasil (África do Sul, Argentina, Austrália, China, Colômbia, Egito, Índia, México e Rússia). Hoje a empresa conta com cerca de 22 mil colaboradores, e aqui no Brasil possui três unidades que produzem mais de 20 mil carrocerias por ano, ambas em Caxias do Sul (duas) e no RJ (sua gama de carrocerias atende ao segmento rodoviário, fretamento e turismo). O Paradiso “350 mil” 1800 DD transporta 44 passageiros no piso superior (em poltronas rodoviárias semileito) e ainda nove no piso inferior (poltronas leito). 

Sua estruturação veicular está sobre o chassi Scania K440 8×2 com suspensão pneumática, geladeira, mesa de jogos (no piso inferior), sistema de áudio e vídeo em DVD, monitores de LCD (23 polegadas) e rádio CD com entrada para MP3. Completam ainda: saídas individuais do sistema de ar-condicionado eletrônico, plug para fone de ouvidos e controle de volume do som no console da poltrona são outros diferenciais. A iluminação interna do DD é de LED´s (com luzes indiretas), no que remete a um agradável ambiente rodoviário com o máximo de conforto e sofisticação.

por inbustransportonibus

“Granmetro BRS” da Mascarello – o novo articulado da encarroçadora do PR

O modelo “Granmetro BRS” passa a ser uma virtuosa opção ao empresariado brasileiro que precisa e necessita de um veículo articulado que garante eficiência operacional e custo menores nas operações do dia-a-dia.

“Projetamos um articulado para as vias urbanas normais e que garante ao operador um serviço sem preocupações de manutenção e com vantagens para transportar seus passageiros com segurança e conforto” – frisou Duzanowski. Na Fetransrio o “Granmetro” tem a configuração veícular para operar em linhas de grande demanda e nos horários de maiores movimentos.

O “Granmetro BRS” foi desenvolvido para atender a todos os chassis disponíveis dos fabricantes nacionais (Mercedes Benz, MAN-Volksbus, Volvo e Scania). Frontalmente o quadro óptico e de faróis tem a modernidade aplicativa do LED e um forte apelo visual na sua caixa superior – que realçou ainda mais o modelo para trafegar em vias e trechos urbanos (com o itinerário eletrônico independente do para-brisa, que pode ser inteiriço ou bipartido). Na traseira a versão articulada que garante a carroceria dimensionar 18,6 m, tem uma lanterna com excelente fluxo de luminosidade com grande área explorada – a engenharia da empresa ousou nos detalhes da segurança veicular do modelo.

Como layout interno o veículo possui piso tipo taraflex, espaço demarcado para cadeirantes, itinerário eletrônico frontal (e auxiliar/lateral) além das poltronas da série urbana tipo Urban90. O novo modelo da Mascarello oferece também uma solução integrada de operação de transporte, com qualidade, menor custo e uma ótima relação comercial. A Mascarello até agosto último produziu 1521 unidades, sendo que 566 carrocerias foram para o segmento urbano e ainda exportou no mesmo período 201 unidades.

por inbustransportonibus

Ônibus Mercedes – presença global e sinônimo no transporte de passageiros.

 

Presente nos mercados internacionais com suas plantas industriais na Índia, Turquia, México, Alemanha e Brasil (aqui com participação de 50% do mercado nacional), a Mercedes-Benz – Grupo Daimler Divisão Ônibus (maior fabricante de veículos comerciais, principalmente com caminhões e ônibus) detém atualmente 63% das vendas na América Latina, seguido de 19% na região Europa + Turquia, 9% no México e ainda 9% de mercados diferenciados espalhados pelos continentes.

por inbustransportonibus

Rodoviarismo – ônibus da Mercedes-Benz é a tradição e tem a preferência empresarial.

Com grande preferência empresarial no setor de transporte coletivo, os veículos da Mercedes-Benz (segmento rodoviário e de fretamento/turismo) obtiveram em 2006 a participação de 59,6% deste importante e expressivo mercado, onde atuam renomadas operadoras (da totalização de 3,5 mil unidades emplacadas, segundo o Denatran). Assim a fabricante registrou 57,3% no ano seguinte dos 4,5 mil coletivos, sendo que em 2008 foram emplacados 5,1 mil ônibus e participação de 58,3%.

Em 2009 o país recebeu em suas frotas 3,6 mil novos veículos – a Mercedes-Benz alcançou 58,9%. No ano de 2010 e 2011 foram emplacados nacionalmente 5,9 mil e 7,1 mil unidades, respectivamente. A fabricante obteve os índices de 53,5% e 49,8% – obedecendo aos mesmos períodos citados. Neste ano de 2012, o mercado recebeu 4,9 mil unidades emplacadas até setembro em suas frotas rodoviárias e de fretamento/turismo, colocando a Mercedes-Benz em positivos números de 47% de participação.

por inbustransportonibus

Microônibus da Mercedes-Benz tem expressiva participação de mercado.

 

 

A participação da Mercedes-Benz no segmento de microonibus em 2010 atingiu 26%, do emplacamento totalizador de 7,3 mil veículos (segundo o Denatran). No ano seguinte com o mesmo número de unidades autenticadas a montadora registrou 20,2% de participação de mercado. Neste ano (até setembro), o exercício do órgão informativo pontuou o emplacamento de 4,1 mil unidades, colocando a Mercedes-Benz com 18,9% de mercado participativo.

por inbustransportonibus

Volare torna-se referência no Sistema BRT chileno.

Operando desde agosto último pela transportadora chilena Alsacia Express de Santiago, o miniônibus Volare W-Fly W9 (motor Maxxforce 4.8 Euro V, de 165 cv de potência, transmissão automática Allison LCT 2100, tanque de combustível de 150 litros e direção hidráulica) para o Sistema Transantiago, editando assim a estreia da marca gaúcha em conjunto com o sistema BRT Bus Rapid Transit. Segundo Milton Susin, diretor-executivo da montadora, foi fornecido 167 unidades que operam nas linhas alimentadoras do BRT local e uma das maiores vendas para o mercado externo já realizado pelo fabricante. “Foi um marco inédito na trajetória da Volare e que está operando com muito sucesso”, ressaltou o executivo. Com 8585 mm de comprimento, o W9 chileno tem parede de separação, iluminação interna em LED, espaço interno para publicidade, saia mais baixa, sistema de porta eletropneumático, iluminação superior na escada e farol mais baixo em LED.

 

por inbustransportonibus

Neobus anuncia a vinda de um “super modelo rodoviário”.

Edson Tomiello também antecipou a próxima novidade da Neobus: seu novo ônibus rodoviário. O executivo afirmou que a nova carroceria “virá para revolucionar este importante mercado e que a Neobus quer ser mais competitiva no transporte rodoviário”. A engenharia da encarroçadora atuou em quase três anos de projeto, formatando numa resposta intitulada como “o melhor rodoviário” dos últimos tempos, abastecido por uma completa tecnologia e emprego de modernos materiais construtivos. A Neobus que atualmente detém 6% dos negócios em carrocerias rodoviárias quer aumentar ainda mais sua participação, que até o final deste ano (2012) deverá encerrar sua produção com 4,3 mil unidades construídas.

por inbustransportonibus

Doppio BRT – Articulado da Comil

“Com a tradição da linha Svelto, colocamos no Doppio BRT as vantagens tecnológicas e o emprego de modernos sistemas na concepção estrutural do modelo, que culminou num produto mais leve, de fácil aplicação e que atende perfeitamente aos mais exigentes órgãos do transporte urbano em operação no Brasil” – afirmou Silvio Calegaro, diretor da Comil. Para fornecer os melhores produtos na área do transporte coletivo, a Comil apresentou o moderníssimo “Doppio BRT Articulado” – consagrado produto da linha urbana que oferece a melhor resposta para um transporte operacional integrado, eficiente e modernizado como é o BRT Bus Rapid Transit.

por inbustransportonibus

Iveco com o chassi “S170”

Com a experiência em seis fábricas de ônibus (sendo três delas na Europa e as demais na América Latina), a Iveco (que em 2011 produziu 8 mil unidades) apresenta na Fetransrio o novo microonibus Fretamento CityClass para 19 passageiros. “Este é o momento para entrarmos no segmento ônibus, e queremos ser competitivos com produtos de qualidade, robustos e confiáveis para o empresariado brasileiro” – afirmou em entrevista, Marco Mazzu, presidente da montadora. Com teste em mais de 10 milhões de km rodados e na certificação de um produto consagrado na América Latina (na Argentina, da sua fábrica de Córdoba com o “CC170E22”), a Iveco vai fornecer para o Brasil seu novo produto ônibus: o chassi de 17 toneladas. Não batizado, mas com o codinome industrial, o “S170” – veiculo de motor dianteiro cumpre oficialmente a participação de mercado em até 12% para os próximos anos. “O S170 virá com um novíssimo propulsor Iveco FPT NEF6 Common Rail de 6,7 litros de 280 cv de potência. Só com isto, antecipamos o Euro 6 para o Brasil. Um inédito motor para rodar com exclusividade para o mercado nacional” – frisou Marcello Motta, diretor da plataforma Ônibus da Iveco. O chassi terá 5950 mm de entreeixo e tanque de 350 litros convencional para diesel e ainda 27 litros para o reagente Arla 32. Nos pneumáticos a configuração atenderá a dimensional 275/80R22,5 e bateria de 24 volts.

por inbustransportonibus