Livro edita a trajetória do fundador da Marcopolo e seus colaboradores em edição especial.

“LIVRO: MARCOPOLO, SUA VIAGEM COMEÇA AQUI”

 paulo_bellini_chairman_marcopolo_2012_399

O livro lançado pelo fundador da Marcopolo – maior encarroçadora de ônibus do Brasil, Paulo Bellini retrata pelo seu idealizador a especial participação do corpo de colaboradores da fabricante de Caxias do Sul. O Sr Paulo como é conhecido lembra-se de quando entrou na empresa em 1949 juntamente com os sócios da antiga Nicola e de seus prósperos 22 anos de idade – de bagagem e experiência “somente o desafio para vencer”. “Reunimos nesta coletânea as principais memórias e relatos que destacam a cultura empresarial da nossa Marcopolo, com a qual convivemos com naturalidade e construímos com a fiel participação de uma grande e enorme família” – relatou em nota Bellini, autor do livro e presidente emérito da Marcopolo Ônibus.

marcopolo_book_2012_415

Com mais de 300 páginas, o livro “Marcopolo, sua viagem começa aqui” trás em suas belíssimas páginas várias entrevistas e histórias narradas e descritas por mais de 90 colaboradores, mostrando assim a trajetória da encarroçadora para se transformar numa das maiores fabricantes mundiais de carrocerias de ônibus. A empresa teve seu modelo de gestão estruturado a partir dos anos 80 através da viagem dos executivos ao Japão, cujo projeto inicial colocou a Marcopolo no rumo em que está atualmente, mostrando a valorização humana com ganhos empresariais. A publicação conta ainda com importantes depoimentos de empresários brasileiros: José Galló (Lojas Renner), Jorge Gerdau Johannpeter (Gerdau); José Antonio Fernandes Martins (Fabus) e Jaime Lerner (Arquiteto e consultor de transportes). Na esfera internacional a participação de Ratan Tata (Tata Motors da Índia).

marcopolo_g7_8

Anúncios
por inbustransportonibus

EXCLUSIVO: “PENHA ADQUIRE CARROCERIAS MASCARELLO ROMA 370 EM SUA FROTA E IDENTIDADE VISUAL RENOVADA.

NOVOS MASCARELLO ROMA 370 NA FROTA DA NS PENHA, DE CURITIBA.

mascarello_penha_roma_370_2012_605

A encarroçadora paranaense Mascarello apresentou a nova frota de ônibus rodoviário da conceituada empresa Nossa Senhora da Penha – de Curitiba, PR. Com um layout moderno e inovador, os veículos são da série rodoviária Roma 370 da Mascarello, montados sobre chassi Scania K360 IB 4×2 (20 unidades) e ainda 10 versões da mesma carroceria montadas sobre chassi Scania K400 IB 6×2. Adquirida em junho de 2007 junto ao Grupo Itapemirim, a Penha interliga as principais localidades das regiões sul, sudeste, centro oeste e nordeste.

por inbustransportonibus

“VVR 2012” – sempre um “show” com novidades em carrocerias e modelos de ônibus.

VVR 2012

2_vvr

A edição 2012 do “VVR – Viver, Ver e Rever- a Evolução” – maior encontro nacional de ônibus e caminhões antigos, reuniu mais uma vez em SP as mais belas carrocerias e modelos de caminhões – totalmente reluzente e na mais pura originalidade, como é o proposto do evento.

São Paulo (51)

Na preservação de cada modelo existe uma verdadeira história que traduz a magia dos pioneiros e de “brasileiros” que ditam a paixão fascinante dessas “máquinas maravilhosas”.

vvr_2012_999

Com patrocínio exclusivo da montadora Mercedes-Benz do Brasil, a exposição de ônibus edita o VVR número nove, conjuntamente com a quinta edição do VVR caminhões – que desde maio de 2004 traz um encontro da memória e a visitação cada vez mais de “apaixonados” e “apaixonantes” desses veículos impecáveis.

vvr_2012_998

O evento que é gratuito desta vez foi realizado numa área de maior destaque, mas ainda dentro do complexo do Memorial da América Latina, na Praça do Sol, localizado no bairro da Barra Funda, zona Oeste de SP – como sempre entre as 9 hs até às 17 horas (sábado e domingo, realizado anualmente).

vvr_2012_997_800

Organizado pelo PCOAB Primeiro Clube do Ônibus Antigo Brasileiro, a exposição contou com a visitação de mais de 1,5 mil pessoas nos dois dias que sucedeu a realização.

vvr_2012_996_800

Com a Lei 14.145, de junho de 2010, o dia 30 de novembro (data da criação do PCOAB Primeiro Clube do Ônibus Antigo Brasileiro) é o “Dia da Preservação da Memória dos Transportes em Ônibus e Caminhões”.

vvr_2012_992_800

Também através da Lei 14.434 de maio de 2011 a exposição VVR entra para o Calendário Oficial de Turismo e eventos do Estado de SP. Com destaque para os veículos expostos.

vvr_2012_990_800

Nimbus TR3 de 1975 – urbano da Viação Colombo, de Colombo, PR (prefixo 101) – em sua sexta edição de participação, o coletivo montado sobre chassi Mercedes-Benz vem circulando desde a cidade metropolitana de Curitiba até a capital de SP.

vvr_2012_006_800

Urbanuss “Circulando Livro e Mente” carroceria de 1993 – pertencente ao Expresso Redenção de Taubaté, SP, montado sobre chassi Mercedes-Benz OF-1318, usado como ônibus-biblioteca.

vvr_2012_004_800

International 1986 S1700 (Yellow Bus School) – pertencente ao Clube do Carro Antigo, unidade itinerante que faz a mostra permanente de carros antigos do Brasil e do mundo.

vvr_2012_003_800

Monobloco Mercedes-Benz O-321H –Ano 1963 – da empresa de Ribeirão Preto, SP, a Viação Passaredo – modelo rodoviário de prefixo “101” – impecavelmente histórico.

vvr_2012_001_600

Exemplar histórico de um trólebus ACF-Brill de 1948 com as cores originais da antiga operadora paulistana CMTC (veiculo pertencente atualmente ao Museu Gaetano Ferola da SPTrans São Paulo Transportes).

vvr_2012_988

“Fofão” prefixo 11000 da CMTC – primeiro ônibus urbano de dois andares do Brasil, fabricado em 1986. O modelo inaugura uma nova fase no transporte urbano da maior cidade do país.

vvr_2012_987

Ônibus da Viação Graciosa de Curitiba, PR – Montado sobre chassi Volvo B58 de 1982 (originalmente preservado), que também veio rodando da capital paranaense. O rodoviário inaugurou a fase do ônibus com chassi no entreeixo veicular (década de 1980) prefixo “155”.

vvr_2012_063

Ônibus rodoviário da empresa Turismo Rodrigues (a primeira do setor de fretamento do Brasil, hoje do grupo Gracimar Turismo) sobre chassi Mercedes-Benz O-371 de 1987 – modelo Nielson Diplomata 350 (a carroceria mais produzida entre as décadas de 1940/1980) prefixo “236”.

vvr_2012_011

Dois exemplares de fabricação da Tecnobus – então fabricante dos ônibus rodoviários da Viação Itapemirim de Cachoeiro do Itapemirim, ES. Ambos montados sobre chassi Mercedes-Benz e de prefixos “20295” e “30077” da série Tribus (primeiro ônibus de 3 eixos do Brasil na década de 1980).

vvr_2012_008

Exemplar particular de um Mercedes-Benz “O-321” ano 1968 – rodoviário.

DSCN2043

 

Monobloco Mercedes-Benz “O-352 HL” da VipBus – originalíssimo ano 1969.

vvr_2012_500

O rodoviário Nielson Diplomata 310 da Transportadora Turística São João Batista sobre chassi Mercedes-Benz ano 1988. O monobloco cargueiro da empresa Tosche (que pertenceu a Viação Itapemirim) modelo Mercedes-Benz O-355 da década de 1970.  Um magnífico exemplar de um Ciferal Flecha de Prata sobre chassi Mercedes-Benz LPO 1113, ano 1974 – raríssimo e de bom estado de preservação, que foi do Expresso Teresa Cristina (ônibus rodoviário que ligava BH ao Vale do Mucuri, MG), hoje do empresário Alexandre Cortes da transportadora de cargas ACC Transportes, de Belo Horizonte. Um Nielson Diplomata sobre chassi Scania B111 ano 1973 (totalmente conservado). O penúltimo exemplar do CMA Scania K124 IB (prefixo “7500”) que pertenceu a Viação Cometa – Ano 1999, pertencente ao Antônio Sérgio Hurtado – o “Neo” (com as cores originais creme e azul e os inesquecíveis detalhes em alumínio e cromados da carroceria). O tradicional veículo de colecionador estava presente o “Papa-Fila” tracionado pelo cavalo mecânico GMC 9500. O modelo está com carroceria Cermava, ano 1966, para o transporte exclusivo de pessoas. Sendo o veículo mais antigo exposto durante o VVR 2012, estava a jardineira (modelo antigo e rústico construído em madeira) de 1929, que transportou o presidente Getúlio Vargas, com bancada de acesso individual e lateral licenciado em Passos, MG (o mais antigo exposto). O Chevrolet jardineira da década de 1960 do “Clube da Banana” com detalhes originais. Último exemplar da Viação Cometa o prefixo “7501” – Scania K124 IB da CMA cor pintura personalizada.

por inbustransportonibus

Vipol – novos coletivos para a região leste de SP

A região leste da capital paulistana e a vizinha Guarulhos, através da transportadora urbana Vipol acabam de integrar na frota – novos 31ônibus do modelo Svelto Midi (que tem a capacidade de transportar 35 passageiros sentados e ainda 27 deles em pé) montados sobre chassi Mercedes-Benz. Os veículos fazem parte do processo de renovação de veículos, imposto pelo plano integrado (aquisição de 80 novos coletivos) da empresa, ofertando assim um serviço de qualidade, segurança e confiabilidade para o sistema público local. “Ficamos muito satisfeitos com esses novos veículos, e em parceria com a Comil e Mercedes-Benz, assumimos a responsabilidade de conduzir com rapidez e conforto nossos usuários” – afirmaram os sócios da companhia, Sérgio Ruas Camilo e José Manoel Ruas Camilo, diretores da operadora. Com esta compra, a Vipol torna-se uma das primeiras empresas da região metropolitana na região de Guarulhos e SP a utilizar a tecnologia Euro 5/Proconve P7 (que reduz a emissão de gases poluentes na atmosfera).

por inbustransportonibus

Irizar “i3” – para novos caminhos da encarroçadora espanhola

A fabricante espanhola apresentou seu novo modelo de carroceria: o “Irizar i3” versão de 12,5 m de comprimento e que pode transportar 45 passageiros sentados. O coletivo vai ser comercializado na Espanha e em Portugal. A estrutura segue o padrão europeu R 66/01, onde a parte frontal é mais resistente às colisões assim como o teto do ônibus – agora mais rígido. O “i3” também pode ser configurado na versão midi (intermediária entre microônibus e um veículo convencional). O layout interno teve suas poltronas melhor dimensionadas, onde segundo a Irizar, para poder comportar um maior número de poltronas sem, contudo comprometer o espaço entre as bancadas e o conforto para os passageiros. O produto é destinado para atender as rotas e operações urbanas e interurbanas, cuja configuração traz a versão low entry de “piso baixo central”, onde a porta central possui a rampa para acesso aos portadores de mobilidades reduzidas. Técnicos e engenheiros da encarroçadora confirmam também que o produto “i3” também vai receber como projeto a versão de um ônibus elétrico da Irizar, para acompanhar as exigências por veículos com tecnologia de tração alternativa como híbridos e elétricos, como é o caso dos coletivos em circulação na Europa, China, Japão e EUA.

por inbustransportonibus

Veículo elétricos – uma realidade para o transporte de passageiros

Com cerca de vinte fabricantes de veículos comerciais elétricos destinados para o transporte coletivo de passageiros, a China circula atualmente cerca de 1,8 mil unidades de ônibus elétricos em todo o país. O modelo funciona com um conjunto de baterias de 538 volts de íon de lítio, onde cada módulo de energia necessita de três horas para ser totalmente recarregada, com vida útil de pelo menos cinco anos de duração e trabalho diário. No caso os ônibus possuem ar-condicionado como operação (não prejudicando a atuação junto com o sistema de tração veicular do coletivo), no que garante ao coletivo percorrer até 150 km numa única recarga.

por inbustransportonibus

Ônibus elétrico chines faz teste na capital federal pela TCB

Um protótipo do ônibus elétrico entrou em circulação experimentalmente (180 dias) na capital federal, cujo veículo faz parte da política do governo local em introduzir novas tecnologias como forma de reduzir as emissões de poluentes e o impacto do transporte coletivo no meio ambiente onde opera. Fabricado na China, “100% elétrico”, totalmente silencioso, o modelo é equipado com baterias de íon de lítio fabricado pela Rui Hua (parte mecânica e conjunto elétrico) e carroceria da empresa Alfa Group (capacidade para transportar 60 pessoas – 28 sentadas, 31 em pé e um espaço para cadeirante).

As avaliações e adaptações visam à operacionalidade do equipamento que atende ao transporte na capital brasiliense. Com conceito ambiental que utiliza a energia limpa (onde cada bateria leva até três horas para ser recarregada), o coletivo pode sim contribuir também para redução da poluição sonora. A autonomia média em teste garante até 150 km (admitindo-se com o ar-condicionado ligado) e a vida útil é de no mínimo cinco anos em operação contínua para as baterias.

“O interesse do governo do Distrito Federal é testar o modelo, com o intuito de posteriormente montar uma fábrica e produzir os veículos ecológicos na capital, além de estarmos muito próximos de fazer uma grande renovação da frota brasiliense” – enfatizou o presidente da TCB Sociedade de Transporte Coletivo, Carlos Koch.

por inbustransportonibus

Comil DD Campione – Prêmio de design de reconhecimento internacional.

A montadora gaúcha Comil teve o reconhecimento no Prêmio IDEA/Brasil 2012, edição nacional do IDEA International Design Excellence Awards. A encarroçadora venceu na categoria Transportes, com medalha de bronze. O IDEA é um dos mais respeitados que edita os prêmios do mundo na área do design, com atuação mais de 30 anos.


Esse completa o terceiro ano consecutivo que a Comil pela mesma organização, em 2011, a montadora conquistou o título com o design da linha Campione. Em 2010 a empresa brasileira com matriz em Erechim, RS, conquistou o prêmio devido ao conceito da lanterna modular do mesmo modelo Campione. O design do modelo DD Double Decker é a resultante do trabalho de engenharia e dos profissionais do setor de design da Comil, bem com da engenharia corporativa e de desenvolvimento ao longo de 2011. A carroceria Campione DD foi lançada pela Comil em janeiro deste ano, impulsionado pela aproximação da Copa do Mundo e das Olimpíadas, no que devem aumentar a demanda pelos ônibus de turismo e fretamento. Além de apresentar as soluções de espaço e ergonomia com muita funcionalidade, o DD Campione oferece um conforto e segurança para o passageiro e ganhos para o transportador.

por inbustransportonibus

Ônibus GNV europeu “Eurorider” inicia testes em BH

A Iveco está testando em Belo Horizonte, MG seu exemplar movido a Gás Natural Veicular – o ônibus “Eurorider GNV” modelo 4×2 dotado do motor FPT Cursor 8, de câmbio automático e suspensão pneumática e capacidade para transportar 42 passageiros sentados e ainda 35 deles em pé. Desenvolvido na Europa o chassi é flexível e indicado para aplicações rodoviária e urbana, no que possibilita transportar com muito mais conforto, resistência e comodidade aos usuários por ser um veículo idealizado para aplicação especificas – o transporte de passageiros. O Iveco GNV circular na linha 1280 (Lindeia – Via Cidade Industrial Belo Horizonte) operada pela viação mineira Turilessa. Com parceria das empresas: Gasmig Companhia de Gás de MG, da Setop Secretaria de Estado de Transportes e Obras e do Sintram Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros Metropolitano (Sintram), cujo projeto piloto vai avaliar o desenvolvimento e a adaptação do veículo nas condições reais da localidade de BH, tendo duração de seis meses. O combustível utilizado será fornecido pela Gasmig, sem custos.

“Esta é uma das iniciativas da Gasmig para incentivar a utilização do gás natural em veículos pesados e que poderá contribuir para uma melhora significativa da qualidade do ar na região metropolitana de BH” – destacou o presidente da companhia de gás, João Vilhena. O onibus movido a GNV emitem 95% menos óxido de nitrogênio e 99% a menos de material particulado (como poeiras, fumaça e partículas sólidas). “Essa parceria mostra a importancia de se utilizar novas tecnologias no transporte urbano. Por isso nós da Iveco entramos para disputar o mercado de ônibus brasileiro com soluções efetivas e no que há de mais avançado em combustível alternativo para o país. O GNV é uma solução técnica e economicamente viável que traz verdadeiros benefícios ao meio ambiente e à economia” – afirmou o presidente da montadora, Marco Mazzu.

por inbustransportonibus

Novos ônibus para a região de Campinas, SP

A Mercedes-Benz e a encarroçadora gaúcha Comil, estão fornecendo para o Grupo Belarmino [atualmente conta com mais de 20 mil colaboradores diretos e Certificada com a ISO 9000] (mais de 90% da frota operante são da marca Mercedes-Benz) a venda de 310 unidades para o transporte de passageiros. Os coletivos irão operar nas empresas do sólido conglomerado paulista, com destaque para a Rápido Luxo Campinas e Nossa Senhora de Fátima Auto-Ônibus (companhias atuantes no transporte urbano, intermunicipal, fretamento e de turismo) nas regiões sedes de Campinas e Bragança Paulista. Parte das unidades vai compor a frota integrada da Viação Ouro Verde (região de Campinas e Sumaré).  Também foram contempladas as empresas: Viação Lira, São Jose e a VB Transportes. “Temos renovado a nossa frota nos últimos anos com a média de 600 ônibus por ano, o que nos permite oferecer um serviço com qualidade e conforto. Nossos usuários e clientes das linhas regulares e também do fretamento e turismo vão se beneficiar dos novos ônibus” – afirmou Belarmino Ascenção Marta, presidente e fundador do segundo maior grupo de transporte coletivo do Estado de São Paulo e quarto do Brasil. Duzentos e dez chassis são do modelo OF- 1721, dez versões do microônibus LO-916, quarenta deles formatados no rodoviário O-500 RS, dez modelos do O- 500 RSD, quarenta unidades do O-500 RS e ainda mais dez chassis do O- 500 RSD. Coube a fabricante gaúcha de ônibus Comil encarroçar os chassis com os modelos dos ônibus convencional Svelto, o Svelto Midi e o novo articulado Doppio de 18 m.

por inbustransportonibus