Urbana de SP integra novos coletivos!

bus_express_sp_frota

A Express Transportes Urbanos Ltda – empresa que opera na Área 4 urbana da cidade de SP integrou em sua frota novos ônibus – “0Km” para servir as regiões como Itaquera, Artur Alvim e São Mateus. Os coletivos são do tipo convencional, de motor dianteiro, com capacidade para transportar até 74 pessoas cada, contando com espaço para cadeira de rodas. Os ônibus são do modelo Caio Induscar “Apache Vip III”, motorização Mercedes-Benz OF-1721 – Euro V. A Express Transportes substitui a Itaquera-Brasil [antiga Novo Horizonte], descredenciada pela Prefeitura de SP por greves sucessivas e má prestação de serviços. Os veículos seguem as atuais normas de acessibilidade e foram financiados pelo Banco Luso-Brasileiro. [Adamo Bazzani, editor MTb 31521SP, de SP – Foto: Divulgação]

Anúncios

A importância do transporte rodoviário de passageiros durante o Mundial da Copa no país!

DSCN9704

A Copa do Mundo da FIFA trouxe um desafio grande para as empresas de ônibus rodoviários em todo o país. Primeiro porque exigiu das operadoras algumas medidas como o continuo treinamento de seus motoristas e agentes rodoviários, renovação de frota e criação de plataforma de comercialização de passagens que permitem o uso de cartões internacionais. De acordo com estimativa do MinTur Ministério do Turismo, o evento envolveu cerca de 3,6 milhões de turistas se que deslocaram nas 12 cidades-sede e principalmente nas respectivas regiões. Deste total, 600 mil pessoas de outros países e ainda: mais da metade deles utilizaram dos serviços de transportes rodoviários por ônibus. Para dar conta desta gigante demanda as empresas brasileiras de ônibus realizaram grandes investimentos. Para Sérgio de Sousa Alves – assessor de gabinete da ANTT Agência Nacional de Transportes Terrestres, que também participa do Grupo da Copa do Ministério do Esporte, reconhece que de inicio houve uma certa dificuldade em dimensionar e projetar a demanda. Além da maior oferta gerada pela Copa, outro fato que exigiu maior preparo das empresas é que as férias escolares em boa parte do país foram antecipadas coincidindo com o evento esportivo. Já para a ABRATI Associação Brasileira das Empresas de Transportes de Passageiros, o número de viagens em todo o país cresceu em torno de 18%. No eixo RJ e SP o acréscimo da demanda foi de 30%. Por isso, a orientação da agencia reguladora nacional era de que as empresas operassem com a capacidade total. [Helio L Oliveira, editor MTb 69429SP, de SP – Foto: InbusTransport/NOP-Bus/AutomotivePress]

Ônibus chines recebe certificação para operar na maior cidade brasileira!

byd_sp_test_1 bus_express_sp_frota_a

O veículo elétrico chinês da BYD Build Your Dream Company Limited, conseguiu atender às exigências do “Caderno de Especificações para Trólebus” da SPTrans – SP Transporte, gerenciadora do sistema de ônibus da capital paulistana. Dotado de motor traseiro ônibus elétrico chinês tem plenas e satisfatórias condições de operação dentro do sistema urbano de transporte coletivo. Segundo cálculos dos técnicos da gerenciadora que avaliaram o coletivo, a operação do modelo da BYD apresentou um custo viável e mais barato que de um trólebus convencional e não vai acrescentar custos caso seja substituído pelo ônibus diesel normal. Com a fabricação do veículo e de sua bateria aqui no Brasil, os custos devem ser ainda menores, acredita os dirigentes da BYD, que devem iniciar a montagem da fábrica de protótipos no Estado de SP e em 2015 produzir os veículos em escala industrial, tanto para o mercado brasileiro como latino. [Elias Marques, editor MTb 49162SP, de SP – Fotos: NOP-Bus/Imprensa979/Inbus Transport]

Agrale vai montar fábrica no ES!

comitiva_agrale_gov_es

A Agrale assinou o protocolo de intenções com o Governo do Estado do ES e a Prefeitura do município de São Mateus para instalação da sua mais nova fábrica, cuja cerimônia foi realizada no Palácio Anchieta, em Vitória, e que contou com a participação do governador Renato Casagrande; do prefeito Amadeu Boroto, do diretor-presidente da marca, Hugo Zattera e do diretor-executivo, Rogério Vacari. A unidade prevê investimentos de ordem de R$ 40 milhões até a execução total do projeto. Serão 200 novos empregos diretos, na primeira fase, bem como a capacitação de mão de obra e o desenvolvimento de fornecedores locais. A planta fabril será destinada à produção completa dos produtos Agrale e deverá estar operando ainda em 2015, iniciando primeiramente com a produção de chassis para ônibus. A fábrica terá 7.500 m² de área construída [de um total previsto de 20.000 m²]. A instalação em São Mateus também permitirá à Agrale estar próxima de seu principal parceiro e cliente, a Volare, da Marcopolo, que iniciará a produção de ônibus ainda no segundo semestre deste ano. “Estaremos próximos do nosso parceiro, colaborando em todo o seu processo produtivo” – descreveu o diretor presidente da marca, Hugo Zattera. Com a nova unidade de São Mateus, a Agrale constitui sua quinta unidade produtiva, das quais três estão no Brasil, em Caxias do Sul, e uma na Argentina, em Mercedes, província de Buenos Aires. [Thiago L M Oliveira, de Buenos Aires, Argentina – Correspondente para a REVISTA INBUS TRANSPORT * BRASIL – Foto: Secco Comunicação Ass Imprensa Agrale]

AgeRio: MAN VW Caminhões e Ônibus participam com unidade de negócios para impulsionar comércio localizado!

man_age_rj

A MAN Latin America vai ceder um modelo de ônibus “Volksbus 9.160” para a AgeRio Agência Estadual de Fomento, unidade que será utilizada no atendimento a microempreendedores interessados no programa de microcrédito da instituição. Com o nome de AgeRio Unidade Móvel, o Volksbus vai circular neste mês de julho no Complexo da Maré, no RJ, seguindo depois para outras regiões pacificadas ou em processo de pacificação na cidade carioca. O objetivo é impulsionar a economia nessas comunidades. O Programa de Microcrédito da AgeRio financia microempreendedores de comunidades pacificadas ou em processo de pacificação do RJ, acompanhando a instalação das UPP´s Unidades de Polícia Pacificadora. Os créditos variam R$ 300 a 15 mil, com taxa de juros de 0,25% ao mês (3% ao ano). Ao todo o Programa de Microcrédito da AgeRio já assinou mais de três mil contratos de financiamento em comunidades pacificadas e em processo de pacificação, o que representa um volume de crédito liberado de cerca R$ 14,5 milhões. “Essa iniciativa do Governo do Estado RJ movimenta a economia local, gera renda e empregos, dando condições para que as comunidades se desenvolvam de forma sustentável. É um programa muito nobre e, certamente, nosso Volksbus irá contribuir para que esse benefício chegue a muitos empreendedores”, destacou o diretor de Relações Governamentais e Institucionais da MAN Latin America, Marco Saltini. O lançamento do AgeRio Unidade Móvel ocorreu com a presença do governador do Estado Luiz Fernando Pezão; do prefeito da cidade do RJ Eduardo Paes; secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno e do presidente da AgeRio, Domingos Vargas. A instituição comemorou ainda a assinatura do contrato de microcrédito de número 500 [que representou cerca de R$ 2,7 milhões em volume de crédito liberado] do conjunto de comunidades e a inauguração de seu posto de atendimento no local. [Elias Marques, editor MTb 49162SP, do Rio de Janeiro, RJ – Foto: Divulgação/MAN Volksbus/Imprensa/Comunicação]

Mais verbas federais para agilizar a mobilidade nacional. Com novas cidades são contempladas.

DSCN4124

O Governo Federal está liberando um financiamento e verbas públicas para obras de mobilidade urbana e que passam a ser disponíveis para municípios que possuam entre 400 mil e 700 mil habitantes. A presidente Dilma Rousseff anunciou a liberação de R$ 50 bilhões para financiar essas importantes obras sociais de transporte. Estes recursos estavam disponíveis para 25 cidades ou importantes regiões populacionais. O dinheiro vai ser utilizado para melhorar e ampliar as ruas e avenidas, construção de corredores de ônibus comuns, corredores de ônibus rápidos – BRT (Bus Rapid Transit), metrôs, trens, VLTs – Veículos Leves sobre Trilho e monotrilhos. As localidades com 700 mil habitantes ou mais podem atingir até R$ 27 bilhões. Com a mudança do critério do número de habitantes, mais 26 municípios brasileiros podem contar agora com estes recursos.

DSCN5689

Cidades que tenham entre 400 mil e 700 mil habitantes terão o total disponível para financiamentos de R$ 21 bilhões. Capitais como: Rio Branco (AC), Macapá (AP), Vitória (ES), Porto Velho (RO), Florianópolis (SC), Aracaju (SE), Cuiabá (MT) e Boa Vista (RR) estão citados para receberem esses investimentos em mobilidade urbana. Já no estado de SP, podem ter acesso aos financiamentos os municípios de Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos, São José do Rio Preto e Sorocaba. Em MG, as cidades contempladas: Contagem, Juiz de Fora e Uberlândia. [Eduardo J Oliveira, editor MTb 15675SP, de SP – Fotos: NOP-Bus/Inbus Transport/Imprensa979/AutomotivePress]

Biobus: paranaenses aprovam moderno ônibus hibrido elétrico na região metropolitana!

biobus_avsj_pr_rit

A Auto Viação São José do PR está testando o Biobus – coletivo elétrico híbrido de fabricação chinesa na linha intermunicipal São José dos Pinhais – bairro Urano / Curitiba – Terminal Nossa Senhora do Guadalupe. “O ônibus não necessita de baterias. Toda a energia gerada pelo motor diesel vai para os chamados supercapacitores. A eliminação das baterias vemos como uma grande vantagem. A começar pelo custo da mesma que é muito alto. Depois, as baterias ocupam mais espaço no ônibus reduzindo a área útil e também elas são mais pesadas, o que influencia no desempenho operacional. Os supercapacitores são mais leve e ficam na parte superior do ônibus. Há também com as baterias o problema do descarte ao fim de sua vida útil, é um material que pode trazer riscos ambientais” – explicou o diretor de operações da Auto Viação São José, Dante Luiz Franceschi Filho.

biobus_avsj_pr_rit_b

O ônibus é um elétrico híbrido em série, ou seja, o motor a diesel só é utilizado para a geração de energia para o propulsor elétrico, com um destaque: o motor diesel não fica ligado o tempo todo durante a operação do ônibus e seu acionamento independe da velocidade empreendida pelo coletivo [como ocorre com o ônibus elétrico híbrido de tecnologia paralela, quando os dois motores: combustão e elétrico são responsáveis pela tração do veículo]. São duas unidades que circulam aproximadamente 20 mil km cada uma, transportando passageiros desde o primeiro trimestre deste ano. “A propulsão do ônibus é 100% elétrica. E por causa deste sistema de acionamento do motor diesel, percebemos que ele chega a ser 30% mais econômico em relação aos ônibus elétricos híbridos que estão disponíveis no mercado. A comparação nem é em relação ao ônibus diesel convencional. Neste caso, o motor diesel é acionado em menos de 60% das operações e o coletivo fica ligado por poucos segundos a cada vez” – enfatizou o executivo da empresa que atua na RIT – Rede Integrada de Transporte, de Curitiba e Região Metropolitana.

biobus_avsj_pr_rit_a

Antes mesmo, o “Biobus” havia circulado com vários testes operacionais, entre ele com galões de água e sacos de areia simulando o peso de lotação de um ônibus. “O ônibus é silencioso, macio, possui suspensão a ar, Wi-Fi, ar-condicionado, não há transmissão, disco de embreagem e uma série de itens e componentes que aumentam o conforto para o motorista, cobrador e passageiros, isso sem contar da principal vantagem que é uma redução significativa na emissão de poluentes, um dos grandes problemas em todas as cidades” – ponderou Dante. O diretor de operações da Auto Viação São José vê como vantajosos alguns diferenciais do modelo: motor-gerador padrão Euro V e biocombustível [melhor relação consumo/potência, sendo econômico], sistema de recarga inteligente e uma boa autonomia.

biobus_avsj_pr_rit_c

“Não é necessário recarregar as baterias de um ônibus que hoje oferecem autonomia de 250 km. Aqui em Curitiba e região, isso seria um problema, já que 25% das linhas apenas têm este total percorrido por dia. Por exemplo, na linha onde o Biobus circula, por dia a operação somada de 450 km. Se fosse um veículo a bateria, ele teria de parar no meio do serviço. Este modelo tem autonomia de cerca de mil km por causa do tanque do diesel. A autonomia da parte elétrica é ilimitada, já que a geração de energia é da própria operação do veículo” – completou o diretor da São José. [Ronaldo dos Santos, editor MTb 9529PR, de Curitiba, PR – Repórter Fotográfico ARFOC PR Reg Matr: 0010 PR – Fotos: Divulgação/AVSJ/FotoFrotista PR/NOP-Bus]

Comil Versatile Gold – recebe importante certificação normativa!

Comil_Versatile_Gold_A

O modelo rodoviário da Comil “Versatile Gold” [ideal para operar em curtas distancias, seletivas e ainda no serviço de fretamento] conquistou o selo “E 2/R 66” que atende as situações de tombamento veicular. O coletivo cumpre assim as normas europeias de segurança veicular ECE-R66 para evitar os acidentes deste tipo ou minimizar os danos aos ocupantes em caso que o ônibus efetivamente tombar. O título foi concedido pela empresa francesa de auditoria UTAC e homologado pelo Governo da França, país cuja legislação é referência internacional para o setor de transportes de passageiros. Para conseguir esta certificação, foram realizados testes por computador e físicos da carroceria. O objetivo foi verificar o nível de segurança para o motorista e passageiro em caso de tombamento do ônibus que é fabricado em Erechim, no RS. “Esta é uma importante conquista para a nossa encarroçadora e reflete os expressivos investimentos feitos nas áreas de P&D [Pesquisa e Desenvolvimento], que atualmente conta com equipes dedicadas às questões como segurança veicular, durabilidade, ergonomia, homologações, entre outras. Sob o ponto de vista da engenharia, este é um diferencial da nossa maneira de pensar e desenvolver produtos” – afirmou coordenador de Engenharia da Comil, Marcio Oliboni Paviani. Após uma análise completa da estrutura da carroceria do Versatile Gold para verificar eventuais fragilidades e qualidade dos materiais utilizados na produção do ônibus, sensores de deformidade foram colocados no veículo e com o cruzamento dos resultados das análises da primeira fase deu-se a avaliação positiva, cujo produto da Comil preencheu os requisitos impostos pela norma. Além de garantir a segurança de passageiros de motorista, a certificação serve para ampliar as vendas do ônibus. “A certificação é um grande atrativo do Versatile na conquista e fidelização dos nossos clientes, seja dentro ou fora do país. É o resultado do nosso esforço como diferencial no mercado” finalizou o engenheiro de vendas da Comil, Luciano Cesar Tedesco. Toda a linha de rodoviários da Comil, como as versões do “Campione”, desde 2012 já seguia as normas europeias. [Adamo Bazzani, editor MTb 31521SP, de SP – Foto: Divulgação]

Ônibus de aeroporto é sucesso junto as frotas aéreas brasileiras.

infraero_onb_man_3

As cinco unidades do modelo Marcopolo Viale BRS que circulam nos aeroportos Tom Jobim [Galeão, no RJ]; Deputado Luís Eduardo Magalhães [em Salvador] e Pinto Martins [em Fortaleza] são as novidades nas operações do transporte entre as salas de embarque/desembarque até as aeronaves pertencentes ao sistema brasileiro de aviação comercial. Utilizadas no período de realização da Copa do Mundo de Futebol 2014 da FIFA, os veículos de piso baixo transportam com segurança os passageiros e turistas dos aeroportos citados. O Viale BRS Low Entry possuem 13,4 m de comprimento e capacidade para transportar 80 passageiros [chassi Mercedes-Benz]. [Helio L Oliveira, editor MTb 69429SP, de SP – Foto: Marcopolo/Marketing/Secco Comunicação Ass. Imprensa]

Chilenos recebem novos e os mais modernos coletivos para a empresa SUBUS!

Marcopolo: fabricante brasileira de carrocerias de ônibus anunciou a venda de 35 modernos coletivos para o Chile.

marcopolo_gran_viale_subus_chile_b 

Trinta e cinco unidades do moderno Marcopolo urbano Gran Viale foram adquiridos pela empresa Subus, do Chile, montados sobre chassis da Volvo. Como parte do projeto Transantiago, as ruas e avenidas da capital chilena receberam mais de 3 mil novos ônibus, sendo que 2 mil deles são da encarroçadora gaúcha de Caxias do Sul. O Gran Viale atende às novas normas de acessibilidade e segurança estabelecidas pelo Ministério dos Transportes do país pertencente à América do Sul. Os coletivos possuem câmeras de monitoramento [seis no total], poltronas preferenciais para obesos [duas delas], cabine de proteção para o motorista, isolamento térmico [que diminuiu a absorção de calor], duas cores para o conjunto de poltronas dos passageiros e ainda portas de acesso pelo nível inferior do lado esquerdo do ônibus [duas].
As poltronas internas e do tipo urbana são estofadas o que permite ofertar aos passageiros maior comodidade e segurança durante as viagens locais. “Com essa negociação com a Subus reafirmamos o nosso compromisso com o Chile em fornecer os melhores veículos para o transporte coletivo da capital daquele país” – enfatizou o gerente de operações comerciais mercado externo da Marcopolo, Ricardo Portolan. A Marcopolo também é uma das principais fornecedoras do sistema de linhas alimentadoras do Transantiago. [Thiago L M Oliveira, de Buenos Aires, Argentina – Correspondente para a REVISTA INBUS TRANSPORT – BRASIL – Foto: Marcopolo/Secco Comunicação/Ass. Imprensa]