Scania realizou teste em ônibus biometano no Sul brasileiro.

13299-113

Com o novo regulamento que estabelece a especificação do biometano oriundo de produtos e resíduos orgânicos agrossilvopastoris e comerciais destinado ao uso veicular (GNV), a Scania testou o modelo urbano “Citywide Euro 6” procedente da Suécia para um período de demonstrações em toda a América do Sul (passando antes pelo México, Colômbia e Foz do Iguaçu, no PR). Na primeira demonstração no Brasil realizada nos meses de outubro e novembro de 2014 – em parceria com a Itaipu Binacional, ficou comprovado que, em relação ao custo por “km”, o do biometano é menor em 56% ante um veículo similar a diesel. O veículo tem 15 m de comprimento, dois eixos direcionais e capacidade para até 120 passageiros. A distribuidora aguardava a resolução da ANP Agencia Nacional do Petróleo para iniciar a comercialização do “GNVerde” – que poderá ser misturado ao gás natural na rede de distribuição da Sulgás. Para tanto, a primeira chamada pública para aquisição de biometano será em cinco regiões do RS. “Até então estávamos em fase experimental, apoiando projetos e pesquisas no Estado” – destacou a gerente de planejamento da companhia, Jucemara Rolim Bock. O biometano, que no RS recebeu a marca “GNVerde”, é um combustível alternativo e 100% renovável que já está sendo testado em veículos desde 2013, com o apoio da Sulgás – Companhia de Gás do Estado. A expectativa da Sulgás é que a viabilização de plantas de produção de GNVerde potencialize a interiorização do gás natural. “Regiões que hoje estão distantes de nossa rede de gasodutos poderão ser atendidas a partir de uma produção local, reduzindo os custos de infraestrutura” – finalizou a executiva. A viabilidade do uso do GNVerde como uma alternativa limpa e sustentável para o abastecimento do transporte coletivo, o primeiro ônibus abastecido com biometano a rodar no Brasil esteve no Rio Grande do Sul em janeiro de 2015. Durante o mês de janeiro, o veículo foi abastecido diariamente com o GNVerde produzido pelo Consórcio Verde Brasil (formado pelas empresas Ecocitrus e Naturovos), em Montenegro (RS), que realizou a rota demonstrativa entre as unidades da Braskem, no Polo Petroquímico de Triunfo (RS). A média de consumo foi de 2,13 km/metro cúbico. “São resultados ótimos que verificamos. O ônibus a biometano comprovou sua viabilidade nessas duas demonstrações. Sua autonomia diária pode chegar a 400 quilômetros, e ele emite 70% menos poluentes que os veículos similares a diesel” – afirmou Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Ônibus da Scania no Brasil. [Elias Marques, editor MTb 49162SP, de SP – Foto: Scania/Imprensa/Comunicação]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s