Marcopolo: versão especial do modelo Ideale somente para o mercado externo.

marcopoloideale

A Marcopolo desenvolveu um modelo “micrão” para a sua carroceria “Ideale” especialmente para enfrentar asiáticos e não informou se há planos para o mercado brasileiro. O ônibus que já é produzido pela encarroçadora [com dimensão menor], é a aposta da Marcopolo no Chile para fazer frente a atuação dos coletivos asiáticos, em especial os produzidos na China e que são comercializados no País. O Ideale Class tem 10,30 m de comprimento, sendo o menor oferecido pela marca na categoria fretamento no mercado chileno e é indicado para as rotas de curta ou média distância. A capacidade de transporte é para 39 passageiros e, entre os diferenciais, a carroceria conta com porta pantográfica, ar-condicionado e design, com forte indicação para o turismo ou fretamento receptivo. Uma unidade foi apresentada a cerca de 700 frotistas chilenos e encaroçado sobre chassi MAN 15-230 OT Euro V, motor traseiro de 230 cv de potência e tecnologia EV – sem tanque de ureia (“Adblue”). O rodoviário possui entre outros importantes itens as luzes de direção em LED, nova grade dianteira padrão “colmeia”, atualizadas grades inferiores do para-choque dianteiro em plástico injetado e ainda posicionados faróis de neblina como opcional. Além de fazer frente aos asiáticos, o objetivo do veículo com a dimensão reduzida é permitir mais agilidade no trânsito urbano e adequar o uso de um ônibus a quantidades menores de passageiros transportados em turismo receptivo. [Elias Marques, editor MTb 49162SP, de SP – Foto: Marcopolo/Marketing/Secco Comunicação]

Anúncios
por inbustransportonibus

Scania: cidades brasileiras testam e “aprovam” moderno coletivo movido a GNV!

onibus_scania_biometano

Um exemplar do ônibus GNV/Biometano da montadora Scania está sendo avaliado em diversas cidades brasileiras, confirmando mais uma opção de um coletivo que trás a inovação com ganhos para o meio ambiente não poluidor paras as cidades do País. O veículo importado pela Scania em sua matriz sueca é movido a Gás Natural Veicular ou a GNV-Bio (biometano – produzido a partir da decomposição do lixo), cuja montadora aposta neste tipo de energia alternativa frente a utilização do tradicional óleo diesel para o transporte de passageiros pelas cidades de todo o mundo. O modelo é o “Citiwide” de 15 m de comprimento e três eixos, versão K 280 – 6×2 *4 – DC 09 280, com chassi e motor fabricados na Suécia e a carroceria na Polônia pela própria construtora do chassi e de renome internacional de caminhões e motores marítimos/industrias. A filial brasileira prevê então fabricar este tipo de veículo para o mercado brasileiro. Para isso, atua em duas frentes: a divulgação do ônibus para o frotista e poder concedente das linhas de ônibus e pelo contato e parcerias em testes com distribuidores e produtores de biometano e gás natural veicular. No exterior, em especial na Europa, já há unidades do modelo movido a gás natural em funcionamento. Ainda de acordo com a Scania, dependendo do tipo de poluente, a redução nas emissões pode variar de 60% a 90% em comparação com os ônibus a diesel de tecnologia Euro V, hoje em vigor no Brasil. O ônibus circulou como etapa preliminar [ainda no final do quarto trimestre de 2014] com biometano no Parque Tecnológico da Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu, no PR. Em seguida, entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015, o ônibus foi testado dentro do Complexo Industrial da Braskem, em Triunfo, no RS, numa parceria com a Sulgás – Companhia de Gás do Rio Grande do Sul, Naturovos e a Ecocitros – o biometano era fabricado a partir de restos da plantação de frutas cítricas, ovos e de dejetos de animais. Entre os dias 25 e 27 de fevereiro, o veículo circulou com gás natural em Sorocaba, no interior paulista. Em março, o ônibus circulou em São Pedro da Aldeia, abastecido na Usina Dois Arcos com biometano produzido a partir do material do aterro sanitário local. No mês de maio, o ônibus foi apresentado em Londrina, no Paraná. Em julho deste ano, o moderno ônibus circulou com gás natural sem passageiros em linhas da capital paulista. O edital de licitação dos transportes de São Paulo prevê o uso do GNV nos ônibus. A estimativa da Scania é conseguir espaço com o biometano e com o GNV no Brasil pela disponibilidade das fontes para a produção destes combustíveis. O ônibus apresentado roda tanto com GNV como com biometano, não sendo necessária nenhuma alteração no veículo com a troca de combustíveis. [Adamo Bazani, editor MTb 31521SP, de SP – Foto: Scania]

por inbustransportonibus

Frota de ônibus menos poluentes diminui cerca de 64% na maior cidade brasileira!

288

A frota de ônibus menos poluentes – conhecida como “EcoFrota” diminuiu cerca de 64% em SP, segundo dados informados pela SPTrans – a gerenciadora do maior sistema de transporte publico do País. A quantidade de ônibus não poluentes ou que emitem menos poluição teve um declínio, não atendendo assim a Lei de Mudanças Climáticas editado em 2009, que determina que todos os coletivos municipais da capital paulistana não dependam de combustíveis fósseis para se moverem. Assim em 2011, a SPTrans e as operadoras lançaram o programa “EcoFrota” atingindo cerca de 1561 ônibus menos poluentes , movidos a eletricidade (trólebus), biodiesel e etanol. Atualmente a maior cidade brasileira conta com apenas 656, uma queda de 64%. Deste total, 395 operam com 10% de diesel de cana de açúcar na mistura do combustível, 60 se movem com etanol e 201 são trólebus. O pico da frota foi em 2013, quando o programa “EcoFrota” atingiu 1846 veículos. [Helio L Oliveira, editor MTb 69429SP, de SP * Foto: Inbus Transport/AutomotivePress/NOP-Bus]

por inbustransportonibus

SP: novos coletivos “pratas” pela cidade!

579

A cidade de SP já conta com os novos ônibus urbanos identificados pela cor “prata” e constituídos com importantes itens de mobilidade e conforto para a população local como o ar-condicionado. Os veículos são de 23 m de comprimentos [conhecidos como “superarticulados”]. As principais operadoras da cidade já incorporaram em suas frotas o novo modelo. [Elias Marques, editor MTb 49162SP, de SP * Foto: NOP-Bus/Inbus Transport/AutomotivePress]

por inbustransportonibus