Segurança para os rodoviários que utilizam a Via Dutra no trecho RJ x SP

A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres realizou um importante comando educativo para conscientizar os passageiros de ônibus sobre a importância do uso do cinto de segurança. A operação foi denominada “Copa Mais Segura” e contou com o apoio do “Programa Estrada Sustentável” que integra o rol de ações da “Campanha de Segurança Viária no Transporte de Passageiros”, que foi promovida pelo Programa durante a Copa do Mundo. O Programa Estrada Sustentável teve o patrocínio da CCR NovaDutra na Categoria Ouro. A campanha é do Programa Estrada Sustentável: parceria com a ANTT, a ABRATI Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros, o SETPESP Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado de SP e a PRF Polícia Rodoviária Federal [durante dois dias nos rodoviários que transitavam pela Via Dutra no km 18, no município de Lavrinhas, SP – na Base da PRF Polícia Rodoviária Federal]. O objetivo era de conscientizar os passageiros a utilizarem o cinto de segurança durante as viagens rodoviárias de ônibus para aumentar ainda mais a segurança nas rodovias federais. [Adamo Bazzani, editor MTb 31521SP, de SP – Foto: NOP-Bus]

Anúncios

ANTT + MT + Min Cidades: campanha nacional contra a “pirataria” no transporte de passageiros!

Ad Revista_Dupla_404x266.indd

A ANTT Agência Nacional de Transportes Terrestres, o MinC Ministério das Cidades e o MT Ministério dos Transportes lançaram a campanha (desde 25Fev2014) “Quem contrata transporte pirata pode ficar no meio do caminho. Não embarque nessa”. O objetivo é de alertar a população sobre os riscos que o passageiro corre ao contratar um transporte pirata, conscientizando ainda o cidadão brasileiro sobre os riscos que ele corre e, com isso, inibir a utilização desse tipo de transporte que é totalmente irregular. A campanha faz parte do “Parada – Pacto Nacional Pela Redução de Acidentes”, evidenciando que é muito primordial a responsabilidade social e a consciência deste tipo de operação nas estradas, pois este ato ilegal além de ferir as legislações atuais é de exerce papel fundamental na segurança no trânsito. Para combater esse cenário, a ANTT e a PRF Polícia Rodoviária Federal também atuam com fiscalizações para identificar esse transporte e não permitir que eles sigam a viagem. Segundo as estatísticas do Governo Federal, a maioria dos acidentes nas estradas envolvendo ônibus e veículos piratas são muito grandes e elevam os índices de mortes e feridos, já que ele não segue as regras de segurança cobradas pela ANTT às empresas não cadastradas não passam pelas certificações programadas. Por Elias Marques, editor MTb 49162SP, de SP – Foto: Divulgação.

por inbustransportonibus Com a tag